“Como poderás caminhar junto a ele se tuas vestes estão salpicadas dos fáceis desejos teus?”. (VELOSO, Arthur)

Os Ritmo Diário Nos 7 Dias da Semana

 

 

Como dissemos em palestras anteriores,  o ritmo pode ser  interior ou exterior ao indivíduo. Existe um ritmo muito significativo para a pessoa referente ao dia e relacionado com  os sete dias da semana.

           

Para o uso deste ritmo deve-se dividir o dia em 7 períodos. Dividindo-se 24 horas por sete 7 dá, aproximadamente, um período de 3,4285 horas. Usam-se períodos de 3 h.e 25’ para que sejam evitados  resultados com limites entre um e outro período.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fig. 1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fig. 2  [1]

               

Pela tabela fig. 2 pode-se associar o horário a uma letra identificadora. Cada letra relaciona-se com uma série de coisas que  nestes horários podem ser mais facilmente obtidas.

           

Vale notar que  há uma aparente discrepância na tabela 2 porque  se o 7o período correspondente ao  período  G que vai de 20:34 - 24:00 h, naturalmente o período inicial do dia seguinte  que vai de 24:00 - 03:25  deveria corresponder a C quando corresponde  a F. Assim podemos ver pela tabela, conforme especificado abaixo, o primeiro período de cada novo dia inicia pelas condições do 6o  dia anterior, e assim sucessivamente. Isto é uma decorrência das interações dos diversos ciclos sobre o ciclo diário.

           

Se o ciclo diário for aplicado à “Árvore da Vida” pode-se sentir que esse avanço de 5 casas encontra perfeita correspondência.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FIG. 3

 

           

Vejamos  uma relação simples  a que corresponde cada fase:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vivemos num Universo  constituído essencialmente de vibrações  que se distribuem em incontáveis números de ritmos e grande parte deles, de alguma forma, atuam sobre os seres, uns mais e outros menos. Embora estejamos envolvidos por incontáveis números de  ritmos, mesmo assim ,eles não ditam um destino inexorável pois conhecendo-se aqueles mais diretamente ligados  a nós , é possível utilizá-los de vários modos e assim construir o nosso próprio destino. Mas, na maioria das vezes, o que vemos são pessoas a mercê das leis da natureza  e  vitimas de ritmos que afetam muito a vida de cada um.

           

É bom que se tenha em mente que  essas  condições inerentes aos dias não estão nos dias e sim nas pessoas. São as condições do dia que  despertam qualidades ou condições nas pessoas que fazem com que elam aja de determinada forma.Por exemplo, um bom dia para solicitar favores não indica que seja o dia em si que seja bom para isso e sim que a pessoa  está em boas condições para tal. Um dia bom para tratar com adversários,  não indica que seja o dia em si que apresenta essa qualidade, mas que a pessoa naquele dia está com o sistema nervoso em condição de  melhor agir nesse sentido.

 

 

 

[1] Obs.: Tabela  transcrita do livro Rosacruz de Ralph Spencer Lewis.