A Criação

 

Desde o momento em que o homem tomou conhecimento de si. Ele vem buscando saber sob quem o criou e concomitantemente como foi creado o mundo. Daí nasceram as primitivas Teorias Cosmogênicas, algumas de caráter muito simplório, assim como outras bem complexas. Paralelamente, o mesmo aconteceu com a ciência: a astronomia se desdobrou na tentativa de desvendar a origem do Universo. Aqui também as hipóteses são muitas, algumas totalmente abandonadas, outras ainda recebendo crédito ou sendo ampliadas e capazes e atender às indagações científicas. Sempre que uma teoria é estudada surgem lacunas obrigando os cientistas à admissão de novas hipóteses. Vale salientar que as teorias científicas vão, passo a passo, se aproximando daquilo que o Hermetismo ensina. A mais aceita e atual é a Teoria do Big Bang, mas que também vem sofrendo desgaste obrigando os cientistas a modificá-la ou mesmo, estabelecer uma outra que satisfaça as exigências oriundas das observações cada dia mais precisas.

 

A dificuldade da ciência em chegar a um modelo satisfatório de cosmogênese, reside no fato de todas as teorias serem estabelecidas a partir de modelos dualísticos. Somente a partir do Unismo poderá surgir um modelo satisfatório.

 

As teorias comogônicas também têm sido alvo das especulações religiosas, assim como das Ordens Iniciáticas, entre elas a apresentada pelo Hermetismo que concilia as especulações científicas com as filosóficas, e assim consegue o estabelecimento de uma teoria bem mais coerente.

 

Neste livro são apresentadas as bases da Cosmogonia Hermética, tal como eram ensinadas por Thoth.

 

Editora: Livro Rápido

Ano: 2006

Páginas: 227